SÉRIE UM CIENTISTA, UMA HISTÓRIA

Série de 30 episódios do SESI e Canal Futura conta a vida de cientistas brasileiros.

o Canal Futura exibe a série em animação “Um cientista, uma história”, que conta a biografia de 30 nomes importantes da ciência brasileira. Entre eles, estão Carlos Chagas, o mineiro responsável por identificar os agentes causadores da doença de Chagas, e Veridiana Victoria Rossetti, a primeira mulher formada engenheira agrônoma no Brasil, em 1937, que identificou a bactéria Xylella fastidiosa, responsável pela praga do amarelinho.

Os vídeos – com duração média de cinco minutos – podem ser vistos nos links disponibilizados para você aqui.

A produção da série contou com a consultoria do professor Ildeu de Castro Moreira, doutor em física com forte atuação na popularização da ciência. “Contar a história da ciência brasileira não é trivial”, revelou durante apresentação do projeto em São Paulo, em agosto. Segundo ele, esse esforço trará impactos positivos no estímulo aos jovens em relação a esses temas, na formação da memória sobre a ciência brasileira e na própria formação cidadã.

“Com os vídeos, conseguimos mostrar que a ciência é bonita e relevante, que oferece boas carreiras e também contribui para o desenvolvimento do país”, disse. As biografias de todos os cientistas participantes da série têm conexão com o sistema produtivo e a indústria brasileira.

Confira o vídeo de lançamento:

 

Assista os vídeos:

Alberto Santos Dumont (1873-1932) ficou mundialmente conhecido por voar nos primeiros balões dirigíveis com motor a gasolina. Tempos depois, ele decolou no 14Bis.

Carlos Chagas se destacou ao descobrir o protozoário Trypanosoma cruzi e a tripanossomíase americana, conhecida como doença de Chagas.

Você conhece a história de Adolfo Lutz? Ele ficou conhecido como o pai da medicina tropical e foi o primeiro cientista a estudar o mecanismo de transmissão da febre amarela.

O paulista Aziz Ab’Saber criou conceitos inovadores na geografia e geociência. Um exemplo? A classificação do relevo brasileiro e a Teoria dos Refúgios, que explicaria a grande biodiversidade na América do Sul, especialmente na região amazônica.

Você já ouviu falar no Mário Schenberg? Ele é considerado o maior físico teórico do Brasil! Trabalhou em termodinâmica, mecânica quântica, mecânica estatística, relatividade geral, astrofísica e matemática.

Você já ouviu falar em Fritz Feigl? Ele foi um químico e criou a “Análise de Toque”, uma técnica simples e eficiente na qual provas analíticas são executadas numa só ou em poucas gotas de soluções sem utilizar instrumentação.